Notícias

FACCAT promove segundo encontro do Clube da Leitura 11/04/2017

As Faculdades FACCAT, em parceria com a Editora Companhia das Letras, realizaram, no dia 8 de abril, o segundo encontro deste ano do Clube da Leitura. A atividade foi desenvolvida pela coordenadora dos cursos de Pedagogia e de Letras, professora doutora Luciana Ferreira Leal, que é mediadora do projeto.

No segundo encontro, os participantes refletiram sobre a narrativa do livro “Na Praia”, do escritor britânico, Ian McEwan. A narrativa se passa na Inglaterra, 1962. Os personagens deste romance, Edward Mayhew e Florence Ponting, ambos virgens, se instalam num hotel na praia de Chesil, perto do canal da Mancha, para celebrar sua noite de núpcias. Ele é um rapaz recém-formado em história, de origem provinciana, cuja mãe é deficiente mental, e o pai é professor secundário. Ela é uma violinista promissora, líder de seu próprio quarteto de cordas, filha de um industrial e de uma professora universitária de Oxford.

O desajeitado encontro íntimo desses dois jovens ainda marcados pelos resquícios da repressiva moral vitoriana é repleto de lances cômicos e comoventes, configurando uma autêntica tragicomédia de erros. Na praia, entretanto, vai além disso. Por conta da refinada arte narrativa de Ian McEwan, o drama dos recém-casados transcende o registro particular e o retrato de época para alcançar a dimensão de uma obra universal sobre o momento da perda da inocência, essa expulsão do paraíso que é um ponto de inflexão na vida de todo indivíduo.

Com sua prosa precisa, tão sutil quanto implacável, McEwan alterna os pontos de vista de Edward e Florence, radiografando seus pensamentos e motivações mais secretos. O sentimento trágico que fica no leitor vem da percepção dos estragos profundos e duradouros que um pequeno gesto, um único mal-entendido, uma palavra infeliz podem causar na vida dos personagens.

Primeiro Encontro

Já o livro discutido no primeiro encontro do Clube da Leitura foi “Memória por correspondência”. Em 23 cartas enviadas entre 1969 e 1997 a seu amigo e confidente Germán Arciniegas, a artista plástica Emma Reyes relata as adversidades que viveu durante sua infância na Colômbia. Emma era filha ilegítima e, nesta autobiografia epistolar, conta desde suas lembranças mais antigas até o momento em que deixou o convento onde passou sua juventude, sem ao menos saber ler. Estes textos não só expõem um belíssimo relato pessoal, mas também descrevem o contexto da sociedade colombiana na década de 1930. Emma Reyes foi vítima de uma sociedade hipócrita e do mundo sombrio das comunidades religiosas, mas isso não impediu que ela construísse uma reconhecida carreira artística na França quando adulta.

Objetivos

Segundo a professora doutora Luciana Leal, os objetivos do Clube da Leitura são: promover a democratização do acesso à leitura e à experiência da leitura; contribuir para a formação de um público leitor, crítico e criativo; incentivar o debate, interação e a socialização do conhecimento entre os participantes; e criar espaços de compartilhamento e troca de conhecimentos e interpretações.