Notícias

FACCAT promove V Seminário sobre Pesquisas Didáticas e o Programa Bolsa Alfabetização 30/03/2017

Nos dias 21 e 22 de março, as Faculdades FACCAT promoveram o V Seminário sobre Pesquisas Didáticas e o Programa Bolsa Alfabetização para apresentar, discutir e problematizar os resultados das pesquisas didáticas desenvolvidas pelos alunos/pesquisadores do curso de Pedagogia em escolas públicas municipais.

Segundo a orientadora do Programa Bolsa Alfabetização e coordenadora do curso de Pedagogia da FACCAT, professora doutora Luciana Ferreira Leal, 24 trabalhos foram apresentados no seminário. “O evento é científico e tem o registro da Biblioteca Nacional (ISBN 978-85-68438-06-0). Todas as pesquisas foram publicadas em anais do V Seminário sobre as Pesquisas Didáticas e o Programa Bolsa Alfabetização”, informou.

O Programa Bolsa Alfabetização foi criado para introduzir a participação de alunos das instituições de ensino superior na prática pedagógica de sala de aula. Os alunos pesquisadores passam a apoiar os professores nas salas de aula dos primeiros e segundos anos do ciclo I ou em classes do mesmo ciclo, voltadas para a recuperação da aprendizagem, na complexa ação pedagógica de garantir a obtenção das competências de leitura e de escrita por todos os alunos.

O Programa Bolsa Alfabetização exige do aluno bolsista que ele aprenda a realizar a investigação didática, a partir dos registros coletados em sala de aula. As estratégias para realização dessa investigação didática, quando experimentadas pelos alunos bolsistas, criam condições para que possam aprender a observar, a registrar e a analisar os fenômenos de sala de aula.

A professora Luciana destacou que o programa Bolsa Formação oferece a oportunidade de estudo e formação e isso só é possível pela parceria da FACCAT com a Secretaria Municipal da Educação e Diretoria de Ensino. “É consenso entre especialistas da educação de que as mudanças exigidas pela realidade educacional brasileira implicam em investimentos na formação inicial e continuada de professores. Estamos caminhando para isso, pois, além de nossos alunos atuarem no auxílio à alfabetização, eles são importantes elos entre a prática em sala de aula e a teoria desenvolvida na Universidade”, observou.